segunda-feira, janeiro 29, 2007

Ouvindo, mas não acreditando

Alexandra Tété(?) disse, hoje de manhã na SIC-N, uma pérola em que nem eu quis acreditar. Então diz tal senhora, e cito, "a aprovação desta lei levará a que mulheres quenão querem abortar a fazê-lo. É a institucionalização do aborto a pedido."
Desculpe, repita lá?
Então uma mulher que não quer abortar, vai fazê-lo porque esta lei diz que ela pode faze-lo?
E em que forma tal constitui um aborto a pedido?
E a pedido de quem então?
E eu é que não trago seriedade ao debate, não é?

9 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Por imposição dos namorados, dos maridos, dos amantes ou dos patrões.
Então a esquerda, que acha essencial que as férias sejam OBRIGATÓRIAS para garantir que os trabalhadores as gozam não sabe que se assim não for, muitos trabalhadores serão "obrigados" a trabalhar quando quereriam estar em férias?! Então os senhores não sabem que os mais fracos são muitas vezes obrigados a fazer o que realmente não querem, mas simplesmente não têm escolha?
Então os senhores não sabem que uma lei que proíbe o aborto, dá alguma segurança a alguém que não o queira fazer?
Só vêm o que querem, não é?
E o que é que sabe sobre as mulheres que passam por estas coisas? É que a Alexandra TéTé não passa o tempo a arrastar o traseiro pelas cadeiras do poder, ou a arrotar postas de pescada sem dar o corpo ao manifesto, como tantos que dizer querer resolver o problema das mulheres. A Alexandra Tété sabe do que fala, porque desde há anos que trabalha e ajuda aquelas que o SIM diz defend, mas por quem não mexe uma palha, para além claro, de fazer passar a lei milagrosa que "vai resolver tudo de uma vez por todas"! quantas vezes é que ao longo do Sec.XX tivemos idiotas a querer resolver os mais permanentes problemas da humanidade, "de uma vez por todas", sem no entanto estarem dispostos a fazer o menor esforço?

3:15 da tarde, janeiro 29, 2007  
Anonymous Anónimo said...

És anónimo mas és inteligente!
Quem não sabe, informe-se sobre o que acontece na Inglaterra onde metade das mulheres que abortam dizem tê-lo feito obrigadas!

4:06 da tarde, janeiro 29, 2007  
Anonymous Anónimo said...

Uops,
EPB, é preciso saber interpretar declarações. Como viu, Alexandra Tété provavelmente nao disse aquilo que voce quer dar a entender que ela disse. E lá se foi o argumento da seriedade do debate...

4:12 da tarde, janeiro 29, 2007  
Anonymous Movimento Cívico Por Mirandela said...

O blog que promove o exercício de cidadania e o confronto de opiniões. Para estar a par dos pontos de vista e contribuir com o seu ,visite o blog do momento.

Neste blog informamos e formamos opiniões. Veja as opiniões de gente conhecida e de gente anónima!!
Visite :
http://pormirandela.blogs.sapo.pt

Se quiser enviar a sua opinião para ser ali publicada envie o seu texto para: pormirandela@hotmail.com com os seguintes dados: nome, localidade, idade. se deseja que a sua foto esteja colocada junto da sua opinião envie-nos.
Obrigado!!

7:03 da tarde, janeiro 29, 2007  
Anonymous Anónimo said...

Eu também sou do SIM...
mas com uma condição que não sei se a lei vai contemplar.
Alguém me pode esclarecer?... alguém sabe se a lei vai ter efeitos retroactivos?... há alguns que estão tão interessados em abortar que eu achava que se a lei tivesse efeitos retroactivos eles podiam escolher para si aquilo que os pais por causa da lei ser tão má não fizeram para eles... acho que todos nós do SIM deveríamos ter esse direito... querer que a lei tivesse efeitos retroactivos para nos podermos abortar a nós próprios e assim não ter que aguentar estes miseráveis do não que Não nos querem dar esse direito...
Aborto SIM... e com retroacção... digam lá os do SIM que Não!
Miguel
magisteradest@gmail.com

7:57 da tarde, janeiro 29, 2007  
Anonymous Anónimo said...

Nos EUA, fez-se uma estatistica na qual 72% das mulheres afirmaram que não teriam abortado sem não fosse legal. 24% exprimiram dúvidas sobre se o teriam feito ou não. E apenas 4% afirmaram que o teriam feito, ainda que ilegalmente.

Banalidade?

(despenso respostas: essas percentagens são falsas)
Infelizmente só não as tenho em formato digital.

8:23 da tarde, janeiro 29, 2007  
Anonymous misshyde said...

Elas serão obrigadas a abortar porque é essa a solução que o Estado lhes apresenta... e eu não vou votar por uma solução dessas. e por isso eu voto NÃO.

4:44 da tarde, janeiro 30, 2007  
Anonymous Anónimo said...

eu era do sim...e agr percebo como estava engana...fui enganada por aqeles q qerem dar as mulheres n o apoio mas sim fazer da morte o melhor amigo da mulher!...como é q é possivel nunca m ter apercebido de tal coisa....a maternidade esta inscrita na mulher e ninguem pode nega lo! temos q aceita lo e pronto...tds nos gostamos de fugir as responsabilidades...o q n pode acontecer...s eu n tivesse tido td o apoi q necessitara entao teria cometido o maior erra da minha vida, o de destruir uma vida!
a nossa liberdade acaba qd começa a do outro, logo se eu tivesse abortado estaria a interferir cm a liberdade do outro, cm a liberdade do meu peqenino, do meu proprio filho!
por isso dou vos o mm testemunho, nos mulheres mercemos melhor...em vz de nos estarem a oferecer a morte para os nossos filhos ofereçam nos antes condiçoes, em vz de contribuirem cm os impostos para clinicas de aborto contribuam para uma melhor vida da mulher!
o q tem as pessoas do sim para nos oferecer...?
antes de cometermos actos, n qerendo a seguir arcar cm o q vem a seguir...entao pesem antes de agir! sejam responsaveis, n vamos descer ao mm nivel daqeles q praticam o homicidio...pois ABORTAR = MATAR! vamos lutar pelos direitos de tds...POR UMA SOCIEDADE HUMANISTA! por isso VOTEM NAO...como EU! os nosso filhos merecem melhor, nos mercemos melhor...e n se esqeça um filho n é uma coisa, n é um quisto q ser tira de um momento para outro...é um ser unico e irrepetivel...por isso vamos lhe dar a mm oportunidade q tds nos tivemos!
VOTEM NAO!

6:10 da tarde, fevereiro 01, 2007  
Anonymous Anónimo said...

A tété anda anónima a "postar"... quem mais seria tão estúpido a defendê-la tão fervorosamente??? Nem a mãe dela!
Realmente a tété não anda a roçar as bordas nas cadeiras do poder... anda a limpar o olho dos políticos, bispos, etc., roçando as bordas pelos canos do esgoto onde vive até às latrinas onde eles se sentam!

11:29 da tarde, março 23, 2007  

Enviar um comentário

<< Home